30.11.06

A Vicky no "Ralou-in" !

Te liga na praia Argentina!

Fim do paraíso do R$ 1,99

Tá certo, ninguém gosta de lojinha de R$ 1,99, menos eu! Eu adorei quando começou a febre, e ainda curto, não tenho vergonha!
Entro em várias lojas deste tipo e compro uma porção de tralhas que não servem pra nada ou estragam na primeira usada. Já comprei uma chave de fenda Philips (aquela com formato de estrela) e ao primeiro uso ela perdeu as abinhas que encaixam na fenda. O objeto se transformou em uma chave com ponta fina lisa. Legal, é show da transformação, tu compras uma coisa que tu precisas e ela se transforma em outra coisa que tu não precisas, ainda! Normal e no mínimo interessante. Sem falar em cenários e mais cenários, pra tevê ou teatro, que são compostos com as “coisicas” destas lojas. São um verdadeiro paraíso para o Diretor de Arte que tem montar uma casa de pobre. Já vi até cenários compostos por inúmeras peças do 1,99, tipo assim, 300 pratos de acrílico, 200 copos de alumínio, e por aí vai...
Mas o que motivou a escrever este texto foi um acontecimento esta semana numa loja de 1,99. Olhem a que ponto já chegamos, tinha dois potes com canetas Bic no balcão da loja, aparentemente iguais, em um potinho com canetas á R$ 1,00 e em outro com as mesmas canetas á R$ 1,99. Se elas eram iguais, é lógico que escolhi a mais barata. Detalhe, alertou a garota do caixa: Estas canetas de R$ 1,00, não escrevem! É muita cara-de-pau, já estão vendendo e avisando que está estragado, e não serve pra nada! E aí fica a pergunta: O que vocês fariam com uma caneta estragada? Acho que estão gozando com minha cara!

18.11.06

Placa do barbeiro de Portugal!

Te liga na Placa!

O outro lado das historinhas que a mamãe não nos contou!

PINÓQUIO

Pinóquio tinha uma namorada humana e, sempre que transavam, ela reclamava de umas farpas em seu pinto. Pinóquio resolveu pedir ajuda a Gepetto, que lhe sugeriu esfregar uma lixa, para aparar as arestas.Pinóquio saiu de lá achando que tinha a solução ideal. Algumas semanas depois, Gepetto viu Pinóquio andando todo feliz pela
cidade e perguntou:
- Como vai a namorada?
Resposta do Pinóquio:
- E quem precisa de namorada?.

CHAPEUZINHO VERMELHO

Chapeuzinho Vermelho andava pela floresta. De repente, o Lobo Mal saiu de trás de uma árvore, pulou com uma espada, colocou na garganta da Chapeuzinho Vermelho, e disse:
- Chapeuzinho, vou te arrancar os miolos!
Chapeuzinho Vermelho foi até sua cesta de pic-nic e calmamente retirou uma Magnum 44. Apontou pro Lobo Mau, dizendo:
-Não vai não! Você vai é me comer, exatamente como está no livro !

BRANCA DE NEVE

Branca de Neve viu Pinóquio andando pela Floresta, correu até ele, jogou-o ao chão e sentou na cara dele, gritando:
- Minta pra mim! Minta pra mim!

TARZAN

Certo dia a Jane encontrou o Tarzan na selva. Sentiu-se muito atraída por ele e, querendo saber sobre a sua vida, perguntou como ele se arranjava com sexo.
- O que é isso? - ele perguntou.
Ela explicou o que era sexo e ele disse:
- Ah, eu uso um buraco no tronco de uma árvore.
Horrorizada, ela retrucou:
-Tarzan, você faz tudo errado!
Vou lhe mostrar a forma correta.
Jane se despiu, deitou no chão e abriu bem as pernas e explicou:
- Aqui! Você precisa por aqui dentro.
Tarzan tirou a tanga, aproximou-se da Jane e deu-lhe um tremendo chute na virilha. Ela se contorceu toda de tanta dor. Mesmo assim, balbuciou:
- Por que diabos você fez isso?
- Só conferindo se não tem abelhas dentro. - disse Tarzan.

Atenção para os NOMES, começando pelo Papel higiênico direto.

Escolhendo entre os nomes dos quiosques!

Escolhendo o nome errado pra firma!

Dando nome aos bois

Eu estou querendo mudar de nome, definitivamente, chega. Existem vários nomes comuns, feitos para pessoas comuns, quero ser apenas mais um rostinho bonito na multidão. Pode ser um nome legal como: Roberto, Ricardo, Pedro, Simone, Ana, Carlos, Márcio, Rodrigo, etc... Chega de querer dizer alguma coisa na hora da escolha do nome do nenê. Até por que, não se deveria condenar uma criatura, a levar por toda uma vida, o peso de uma escolha de nossos pais, muitas vezes errada. Então resolvi traçar aqui, um breve perfil dos pais, destes pobres infelizes:


Nome que termine em “erson”, exemplo: Tipo Émerson, Éderson, Jefferson, Anderson, etc... Tá aí pais sem criatividade, que nomezinhos fuleiros! Mais comum impossível!


Nome Importado, exemplo: Jackson, Stefany, Michael, Tiffany, Robson... É claro, pai pobre... filho com nome estrangeiro! Ri-dí-cu-lo! Ainda por cima, querem ser chiques! Uma baita coisa de pobre. Já rotula a cria pensando em mandar pro exterior.

Nomes bregas, exemplo: Sandro(a), Rossana, Rosandra, Cassandra,... Vai ter pai brega assim, lá no inferno. Devem adorar o Reginaldo Rossi e a rádio Caiçara, em troca disso condenam os pobrezinhos com estes “jargões”.


Nomes femininos que terminem em “ete”, exemplo: Claudete, Janete, Bernardete, Marizete, Gorete,... Os pais, desde de o início, já pensavam em assepsia, botaram estes nomes em suas filhas para que tivessem sucesso na sua futura profissão barra limpa: Empregada doméstica, nome de “dosa”.


Nome Paraguaio, exemplo: Pablo, Anita, Ruan, Diego, Mercedes,... Está claro que são filhos de pais traficantes, sacoleiros, camelôs e assemelhados. Pessoal que tava acostumado a cruzar a Ponte da Amizade, sem nenhuma revista na aduana, agora tá “fú”!


Nome extremamente criativos, exemplo: Luz, Miúxa, Safira, Graciosa, Sol, Úrsula, Sansão, Guadalupe, Lua Morena, Mocita,...São filhos de pais que tomaram um ácido nos anos 70 e nunca mais voltaram, e bem nesta hora tiveram que premiar a prole com este Karma, para o resto de suas vidas.


Nome indígena, exemplo: Cauã, Anahy, Cauê, Ubiratã, Tauany,...Eram pais dos anos 90, adoradores do “Sting e do Cacique Raoní, que pra homenagear a Amazônia, condenavam seus pequenos “ranhentinhos”, com estes nomes que eram verdadeiros “programa de índio” pra toda vida.
Estou pensado em um nome bíblico, imponente, marcante, forte, que nunca ouvi dizer, que tem alguém com o este nome: Judas, imaginem se chamar : Judas da Silva Moraes! “Traíra”, eu senhor?
Mas enquanto isso, ainda resta uma solução, quem sabe um apelido bem bom, daqueles que ninguém mais lembre teu nome original? Não é mesmo “Gringo”?

13.10.06

100 VIADAGEM MANO!

Como detectar se você esta virando GAY!

Detector de gays
SINTOMA
NÍVEL GAY
OBSERVAÇÕES

Chegar aos trinta anos e não ter barriga.
Com certeza é gay.
Desnecessárias

Chupar pirulitos.
Viadagem !
As únicas coisas que um homem de verdade pode chupar é precisamente essas partes das mulheres que estão imaginando.

Ter um gato.
Somente um homossexual consumado tería um gato.
Um gato é como um cachorro porém em versão bicha, se lava com sua própria língua, come pescado e nunca se embebeda. Pode-se dizer que o homem que vive só com um gato em sua casa, vive em uma profunda relacão gay. Senão vejamos: um cachorro se chama com dignidade masculina, "Vem cá, seu corno safado" ou "sai daqui seu cão da moléstia", porém a um gato...
"Bsss-bsss-bsss, kiti kiti kiti, vem belezinha, meu gatinho lindo".

Não ir pescar porque não tem banheiro.
Puto !
Um verdadero homem caga onde estiver


Pedir café descafeinado, café com leite desnatado ou coisas similares:
Bicha
Café é café, deve ser forte... é masculino! As únicas coisas que se podem adicionar ao café são conhaque e whisky, todo o resto é coisa de boiola.

Saber o nome de mais de quatro bolos.
Puto !
Um homem só conhece o suficiente para o café da manhã no botequim.
Onde se viu um verdadeiro homem entrar em uma lanchonete e dizer "com licença, podería me dar duas porcões de "lemon pie" e uma de "brownies"? Com 20 times na primeira divisão e 25 jogadores em cada um... quem ainda vai ter lugar na memória para lembrar nomes de tortas...

Dirigir com as duas mãos.
É muito gay. Putinho !
Se os "cowboys" conseguen laçar touros com uma só mão... por que um homem precisa de duas mãos para agarrar o volante. As duas mãos no volante só em dois momentos: ultrapassar ou tocar buzina; no mais, a mão direita deve estar livre para poder sintonizar o radio, falar pelo celular ou f umar, comer um sanduíche, e segurar a cerveja.

Adora dançar.
Bichona !
Os homens só dançam por necessidade de arranjar uma garota, mas daí a adorar dançar...


Repara se uma mulher se veste bem ou mal e consegue lembrar de que cor era seu vestido.
Viadaçoo !
Um homem só se lembra de como estava bonita.


Checar a validade em todos os produtos.
Bicha !
Vira homem, deixa de ser puto !
Um homem de verdade é imune aos produtos vencidos.

Espero que você, meu amigo, não se enquadre em nenhuma das questões acima, senão.... Passa lá em casa que eu tô só! ahuahuahuahuahu




Seguindo ao pé da letra:

São pequenos detalhes que nos detonam em algumas fotos!

Clube de mulheres da terceira idade! Cuidado!

Só acesse o link se tiver estômago forte! Então é isso elas fazem quando não estamos por perto?!

http://www.pornotube.com/media.php?m=43104

(tem que preencher na primeira vez, os espaços com a sua idade para poder carregar o vídeo)

Te liga, mais um link de vídeo: Disney Orgy

Deu a louca na Disney de Paris, os personagens de arreto, criaram a maior confusão!
Cabeças vão rolar!!!!!!
http://video.google.com/videoplay?docid=-1595666800942182158&hl=en

4.10.06

Os Rebeldes estiveram em Porto Alegre e esqueceram uma paquita morenaça! Quer pra ti?

Nova fechadura anti-furto do carro do meu irmão!

O Brasil é “phoda”!

A picaretagem está embutida nos nossos genes, não há quem neste país que fique de fora. O título o Brasil é “phoda”, é por que, não é de hoje, há muito tempo que somos os reis da maracutaia. Até achamos uma maneira “queridinha” de nos auto-intitular e não dizer a verdade, que somos uns baitas trambiqueiros, é o famoso “o jeitinho Brasileiro”. O Lula provou da fruta, já é ladrão, o Fanta Bamboocha, lançou uma votação nos veteranos, e já tem neguinho burlando o regulamento e roubando voto e por aí vai. Todo o tempo estamos corrompendo alguém, ou sendo corrompidos. Será que todo o brasileiro é corruptível? Será que até aquele senhor, bonzinho, da propaganda, que achou a carteira cheia de dólares no aeroporto. Será que ele não resolveu entregar a carteira ao dono, por que sabia que o aeroporto estava cheio de câmeras, que mais cedo ou mais tarde, iriam acabar descobrindo? Ou ele temia a perda de seu mísero emprego? Quem sabe? Adianta ser rico e saber que toda sua fortuna vem do tráfico de drogas, venda de armamento ilegal, prostituição, abuso de poder, corrupção ou qualquer outro meio ilícito? Será que não bate, de vez em quando, um repé e perambulando pela sua mansão, sozinho não surge aquela vontade de pôr o cano na boca? Eu mesmo, certa vez, fui convidado para fazer um teste de vídeo para ser pastor da igreja universal. Prometiam ganhos mensais a partir de R$ 5.000,00, tudo vindo direto da “sacolinha” dos fiéis. Crentes formados por gente humilde e trabalhadora, a igreja se localizada numa vila, imaginem o tamanho da dor na minha consciência se eu topasse. Na mesma hora caí fora, não era legal. Não quero pra mim esta medalha estampada no peito!

29.9.06

Olhem que maravilha, o homem de 1001 utilidades!

O mundo é bom com quem é cara-de-pau !

Ás vezes eu acho que foi o fato de eu querer ser mágico, outras vezes o de ter feito teatro na terreira, de vez em quando eu acho que é tudo de família, mas o fato é que ser cara de pau, na maioria das vezes, é bom.
Lembro-me, de cara, das situações que ser um pouco ator(mentado), me salvaram a vida. Sim, vocês devem estar achando que eu estou mais uma vez exagerando, mas praticamente minha vida seria outra sem estas minhas atuações “hollywoodianas”.
Tem a vez que eu escapei do quartel: Entrei na fila, o cara que ficou de me liberar e não apareceu, estava literalmente ferrado. Até o exame médico eu já tinha feito, quando fui colocar as roupas novamente. Tchan! Veio a idéia, se eu me fizesse de alejadinho, aqueles do braço torto. Dito e feito, sustentei o personagem e depois de muito lero-lero, fui liberado com honra ao mérito, juramento á bandeira e um “tchauzinho!” de braço torto na saída.
Vocês lembram, também o dia em que fui assaltado na Apamecor? Eu manipulava rapidamente meus pertences como se fosse um mágico, escondendo uma carta na manga, escamoteava a carteira, as chaves do carro, o celular, etc... Enquanto os bandidos vinham em minha direção.
Eu comecei este texto dizendo: “Na maioria das vezes ser cara de pau é bom!” por que, maioria e não sempre? É lógico que com este meu jeitinho, não é sempre que agrado todo mundo, até pelo contrário, incomoda muita gente. Lembro-me de alguns descontentes na festa de fim de ano da firma: “Lá vem o Sandro de novo, com aquelas palhaçadas de sempre.” Porém, é pra vocês que me prestigiam, por exemplo, lendo este blog, que sempre serão meus esforços de fazer deste mundo, um pouco mais cara-de-pau!


13.8.06

Olhem como ficou o escapamento azulado!

EU DESCOBRI O WWW.YOUTUBE.COM

Êta, “sitezinho arretado” muito legal mesmo, vários vídeos curiosos e engraçados, não necessita baixar é só carrega ali mesmo no site. Só um pouquinho de paciência, se não for pesado o vídeo é rapidinho!

Aqui está a lista dos 10 mais legais que eu já vi:

1. Kajuru sendo entrevistado pela Galisteu e apanhando do lutador de boxer;
2. A Nutricionista do sanduíche-iche-iche;
3. Fazendo caridade – Velho caloteiro que não quer pagar a puta!;
4. Willian Bone dando “Boa noite no meio do jornal nacional”
5. Silvio Santos caindo na água no topa tudo por dinheiro;
6. Jesus Cristo gay dublando “I will survive!”;
7. A velha maconheira no “tapa na pantera”;
8. Digite no quadro de pesquisa do youtube "punheta” e veja um tarado no noticiário ao vivo da tv portuguesa;
9. Kibeloco – “Vaginas da vida”
10. E quando tiveres bastante tempo, veja todas as Pegadinhas antigas do Silvio Santos (caveira/colchão d’água/fantasma).

Explorem o site e descubram os seus vídeos legais e depois me enviem!

8.8.06

Isto sim, que é tecnologia!

As paredes de alguns banheiros deviam ficar gravadas para sempre!

O Avião pra quem tem milhas da VARIG e não usou a tempo!

TIPOS DE MULHER!!!

Mulher Camarão: só tem merda na cabeça, mas é gostosa e você come assim mesmo.

Mulher Caranguejo: é feia e peluda, mas você bate nela, limpa direitinho e come.

Mulher Pão: tem sempre o mesmo gosto, mas você come todo dia.

Mulher Aperitivo: acompanhada de uma bebida você come, e ainda acha bom.

Mulher Maracujá: é toda enrugada, mas você come, e depois que come sente vontade de dormir...

Mulher Lagosta: só come quem tem dinheiro.

Mulher Caviar: você sabe que alguém está comendo, mas não é ninguém que você
conheça.

Mulher Bacalhau: você só come uma vez por ano.

Mulher Arroz: é a oficial. Você só come porque já está acostumado.

Mulher Maionese de Fim de Festa: todo mundo te avisa pra não comer, mas você come porque tá desesperado; arrepende-se, e depois passa mal.

Mulher Coca-Cola: é pressão o tempo todo.

Mulher Engov: você dá uma antes de sair, faz farra a noite toda, e quando volta pra casa, bêbado, dá outra antes de dormir.

Mulher Rã: todo mundo já comeu, menos você.

Mulher Queijo Coalho: é toda quadrada, mas você come assim mesmo.

Mulher Salada: é bonita, mas quando você come, descobre que não é tão gostosa assim.

Mulher Marmita: não é lá essas coisas, mas você come rapidinho, às vezes até em pé.

Mulher Cafezinho de Supermercado: você nem faz questão, mas como é de graça, você come.

Mulher Jiló: é horrível, mas você conhece alguém que come.

Mulher Sorvete: se você não comer logo, ela "derrete", e você não come nunca mais.

Mulher Docinho de Festa: você fica com vergonha de chegar junto, então vem outro e come e deixa você chupando dedo...

Mulher Cogumelo Venenoso: comeu, tá fodido.

Mulher Feijoada: você come e ela fica te enchendo o dia todo.

Mulher Espinafre: te dá forças quando você está na pior.

Mulher Coqueiro: pode trepar que não tem galho.

Mulher Miojo: em três minutos tá pronta pra comer.

Mulher Coca 2 litros: dá prá seis mas os ultimos pegam sem gás.

Mulher Pizza grande: dá pra oito.

Mulher Bandeira de Pirata: é só pano e osso.

Mulher Maverick: antiga, já esteve na moda, e bebe pra caralho.

31.7.06

Festa na casa da crespa, até a Barbie tá de porre!

Só pra ilustrar o testículo abaixo (SEQUISO)!

Boné pra quê? Sente a "Stileira"!

WWW.SEQUISO.COM.BR

Eu encontrei este endereço, assim digitado, no meu computador após o uso da máquina pelo meu sobrinho de oito anos. Nem me lembro da primeira vez que me interessei por “Sequiso”, mas tenho certeza que cada vez mais cedo as crianças estão deixando de ser ingênuas. A minha primeira transa foi na casa de um amigo meu, calma lá, não foi com ele. Eu e o Jr. arrastamos uma coleguinha da nossa escola, pra casa dele. Tiramos no palitinho quem transaria primeiro com a guria, pois ela, safada, já sabia que ia se divertir com os dois garotos. A sorte sempre esteve ao meu lado, entrei no quartinho da empregada primeiro, ficava no fundo da casa. Sem muitas preliminares e com a pressão do meu amigo no lado de fora da porta. Foi meio direto e mal havia iniciado a dança do acasalamento ouvi o infeliz gritando: “Minha mãe! É minha mãe, ela tá chegando!” Com rapidez, igual a bandido fugindo de bala, eu a menina saímos correndo, e se vestindo em direção ao fundo do quintal da casa. Dei um pezinho para ela pular o muro e a joguei pro outro lado do muro. Ainda bem que dava para um terreno baldio, esta foi nossa rota de fuga. O Jr. foi abrir a porta e fazer sala para a mãe dele que chegara mais cedo naquela tarde. Nunca mais vimos a mocinha, eu ri muito após o susto e me vangloriava por tal feito. E ainda dizia, que a casa era dele, a cama era da empregada dele, o risco também era dele; mas o "galo" era eu!
Meu sobrinho está na segunda série, e ainda em fase de alfabetização, se espantou quando lhe escrevi a palavra sexo, da forma certa, ele leu: “Secho”, e logo perguntou: É em inglês? Fiquei com cara de tacho, por que ele tinha razão, parece mesmo que o jeito que ele havia escrito antes estava mais correto. Acho que ele já está achando que está chegando a hora de pular um muro por aí, calma valente. Ainda é cedo!

24.7.06

Como agradar os leitores deste blog que estão ficando de saco cheio?

Ipod de pobre!

Meu primeiro emprego

Eu devia ter uns 16 anos quando resolvi trabalhar, ninguém me “botou na obriga”, porém o apelido de “vagal”, não me soava muito bem. Queria me mostrar útil para alguma coisa, até por que a coisa na minha casa não estava muito bem, no que dizia respeito á grana. Minha primeira profissão foi professor de datilografia, arranjada pela minha mãe, é claro, num centro comunitário do Guarujá. Ah! Detalhe, eu tinha feito um curso no ano anterior e não tinha aprendido nada. Não precisa saber bater bem á máquina para ser instrutor de datilografia, apenas descobrir o talento individual de cada aluno. Fazer com que cada um fosse determinado a aprender e desenvolver o seu talento, coisa que não havia acontecido comigo. Eu apenas cumprira o mínimo do curso para ser aprovado. As aulas eram á tarde, num clube de mães e com máquinas do tempo do “Ariri Pistola”. Os alunos eram carentes, porém mais determinados do que eu havia sido, me pediam para demonstrar as minhas habilidades e eu sempre dizia: ”Eu já sei datilografar, e é vocês que tem que aprender, sigam seus polígrafos”. Então , a Tânia irmã do meu cunhado que trabalhava na RBS TV, me indicou ao Kiko, um produtor. O cara estava fazendo uns programinhas chamados “Pontos e Encontros da Pingüin” que entravam no intervalo dos trapalhões. EU fui um legítimo desastre, corria muito no set, tropeçava em tudo, destruição por onde passava, “estabanado” demais. Kiko me disse: Guri dá um tempo vai descansar lá atrás do cenário e já me faz uns sanduíches. Eu ficava só ouvido a atriz dar o texto e imaginando o quê estava acontecendo, enquanto isso, eu fazia cem sanduíches escondido atrás da tapadeira. Quando terminei a tarefa era tarde da noite, e fui descansar, me encostando atrás da parede. E neste instante enquanto a atriz falava, a parede inteira do cenário começou a tombar sobre ela, foi uma correria, e quem era o culpado? Eu, é lógico, fui demitido na hora. Voltei a ser instrutor datilografia e imaginei nunca mais ser chamado para nada no cinema. Mas para contrariar toda as expectativas, fui chamado pelo Gringo, um produtor que trabalhava sozinho, e eu fui fazer uma dupla com ele. Já com o Gringo, eu fui com menos sede ao pote, e estou no ramo até hoje. Um dos nossos primeiros trabalhos foi um áudio-visual para o Hospital de Clínicas de Porto Alegre, uns quinze dias de filmagem. Tiveram muitas coisas engraçadas na feitura daquele trabalho. Por exemplo, eu empurrava um carrinho de produção com diversas caixas, pelos corredores do hospital, para não ser roubado, eu tapei o carrinho com um enorme pano preto. Passava por tudo e as pessoas imaginavam que eu levava um caixão de defunto ou algo morto. Me evitavam, os mais religiosos, faziam o sinal da cruz, não queriam andar no mesmo elevador, eu era considerado um “papa defunto”. Era hilário; uma vez o Gringo foi gravar uma cirurgia, entrou todo vestido com a roupa do bloco cirúrgico e ficou lá dentro um tempão. Eu fiquei do lado de fora, com a família do paciente, até que ele saiu vestido, parecendo um médico, e disse: “Aqui tá morto vamos pro andar de cima!”. Aquilo causou um tremendo susto á família do doente, que eu tive que acalmar e explicar sobre as gírias do cinema.

9.7.06

Cartazinho do camping, coisa fina!

...E tu achas tua vida dura!

OS DESEJOS DO MUNDO

Até parece que os caras me conhecem, eu não paro de receber imals do tipo: “Perca peso já”, “Faça ginástica dormindo” e “Aumente seu pênis”. Como é engraçado, parece que todos os desejos dos seres humanos são os mesmos. Todo mundo quer a nesma coisa? Sim, Emagrecer agora. Todos homens e mulheres desejam um pênis grande, ou em si ou no parceiro. Não há quem não queira, não ter que fazer nenhum esforço na vida, tipo emagrecer dormindo. Trabalhe em casa, veja nossas fotos da última festa, veja a foto e diga se estudamos juntos na infância, clique aqui e ganhe um presente do Boticário, o “TRE" está a sua procura, são muitos apelos. Se agente não está ligado...Deu! Um novo vírus, invade nosso micro e explode o disco rígido. É brabo, agente tem que estar atento sempre, nem se pode abrir ás mensagens, meio desligado, displicentemente, que mela tudo! Antes de abrir teus Imails, “te liga ô do pau pequeno”.

29.6.06

Também chamo isto de criatividade!

Olha que criatividade!

Acabou a criatividade

O quê será que esta acontecendo com o futebol brasileiro? Será que é com este “futebolzinho” feio, truncado e sofrido, que seremos hexa-campeões? Jogos sem criatividade, sem nenhuma jogada genial e sempre parecendo que acabamos de ganhar a partida com as calças nas mãos. Sim , eu estou acostumado a sofrer, tem sido assim sempre, ou pelo menos nas últimas copas. Mas este tipo de jogo cagado, segurando a bola, só para manter a posse, tornando o espetáculo monótono, deve continuar? Todo o mundo dizendo que o Brasil parece mais Brasil, quando coloca o Robinho. Porém o Parreira não ouve, nem se abala. Que saco este homem! Parece que seria mais fácil, desde o início, ganhar a copa com o time reserva. Mas o “birrento” não dá o braço a torcer. Sempre será a sua maneira, não interessa a voz do povo. Pensei: Não seria melhor se infiltrássemos alguns pobres na seleção, já explico. Eu acho sempre os pobres muito mais criativos, a real necessidade os obriga. Tipo assim: Lei da sobrevivência,ou usa a cabeça, ou "sifú". Até parece que nossos jogadores já esqueceram que saíram das peladas nos morros e não precisam mais ser criativos. Agora eles já chegam na seleção, ricaços com suas vidas resolvidas. Será que o mesmo vem acontecendo com este Blog? Será que este blog também não poderia ser mais criativo? Será? Vamos pelo menos tentar, depois de ler este texto, não sermos um bando de “Parreiras” teimosos insistindo na maneira errada de se fazer as coisas, só para ser do nosso modo. Ou quem quer ser uma seleção de jogadores sem criatividade? “Voa canarinho voa” deixe a sua criatividade livre para alçar longos e altos vôos.

28.6.06

Me apaixono cada vez mais pelos animais sempre que conheço a fundo os homens.

O segundo gato que matei

Eu em toda minha vida matei dois gatos, um sem querer como relatei no mês outubro de 2005 neste blog, (vide arquivos, não deixe de ler) e outro fui forçado pelas circunstâncias. A história do gato exorcista começa, mais ou menos, assim: Em um dia muito quente do carnaval de 2003, eu estava em casa, á tarde, atirado no ar condicionado, quando o telefone tocou. A minha esposa atendeu, e séria ela só dizia: “Ahãm, ahãm, tá tô indo pra aí agora, mas vocês já ligaram pro veterinário?” Era uma amiga dela que ligara chorando de um celular, de dentro do seu banheiro, dizendo que a “Nikita” (nome da gata) havia ficado louca. A gata tinha tomado conta de situação, elas tinham uma tela na cobertura que parecia um viveiro. A “bichana” estressada por não poder sair e no comando, colocou a moça e sua mãe trancadas e completamente amedrontadas, no banheiro do apê. A minha esposa não foi, me mandou lá tentar acalmar as três gatinhas (uma de quatro patas e duas de duas). Imaginem só! Ah! Tem mais! A minha mulher também mandou para o apartamento sitiado, um amigo dela gay, só pra me ajudar. Ele chegou direto do Cooper na redenção, sem saber o quê o esperava. Vestia um “shortinho” curto e camisetinha “foda-me please”. Já eu, imaginando o gato gigante destruidor, saído do seriado Ultraman, vim cheio das lãs, casacos, luvas de gramado, óculos, chapéu, parecia um esquimó em pleno fevereiro. Resolvi subir no apartamento, elas me jogaram pela janelinha do banheiro as chaves. Quando abri a porta a “Nikita” estava na escada caracol da cobertura, no degrau na altura da minha visão. Ela sentou como se estivesse possuída pelo demo, deu uma miada super forte e mijou longe na minha cara. Eu fechei a porta e pensei: “O quê eu estou fazendo aqui?” A gata subiu correndo para a cobertura, e eu pude soltar as mulheres do W.C. Quando entrei, parecia o toalete do filme psicose, tinha sangue por todos os lados, no chão, e nos azulejos. Um horror, elas choravam e diziam: “Estamos todas mordidas, a gata ficou louca, mordeu até a bunda da mamãe!” Pensei: “Tenho que prender logo este gato!” Subi na cobertura, e a gata estava escondida, eu estava sozinho desci e fui procurar o amigo da minha mulher. Ele estava olhando o guarda-roupa das moças escolhendo um “modelito” que se aproximava ao meu, mas tinha que combinar e não ficar tão cafona. Desisti, voltei a subir e localizei a gata em baixo da churrasqueira, puxei com uma vassoura e quando ela saiu joguei em cima um cobertor. Quando fui firmar a gata, ela por cima da coberta me mordeu. Eu já cansado e um pouco assustado dei uma “pancadinha” ,um pouco mais forte do que devia, com o cabo da vassoura na cabeça do felino, ele adormeceu na hora. Eu gritei pro pessoal que estava lá em baixo, na sala, “Mandem a caixa, mas não se aproximem, eu a peguei!” Daí comecei então, a fazer um teatro como o do cara que vende o apito do gato, pois a gata já estava morta e todos pensavam que a tinha pego viva. Saí correndo do apê, pedindo licença e fingindo estar com o gata furioso dentro da caixa. Liguei mais tarde, dizendo estar no consultório veterinário e tinha sido aconselhado pelo médico a sacrificar o bichinho. Elas teriam então que autorizar tal ato, ainda bem que a resposta foi sim, senão eu estaria até hoje procurando um gato igual, nas lojas do ramo, para lhes devolver.

27.6.06

ADORO FILMAR COM CRIANÇAS ELAS SABEM ONDE SE METER!

COMERCIAIS DE NATAL DO ZAFFARI, LEMBRA?

Vocês sabem que eu fiz todos os filmes de natal do Zaffari, não por que eu sou bom, e sim por que estou sempre grudado no saco certo. O patrão faz e eu ali, sempre juntinho! Para terem uma idéia, como eu sou velho no ramo, vocês devem lembrar do “Ó doce pura Maria,a estrela no céu anuncia...” Era um presépio vivo dentro de uma igreja e uns anjos andavam de balanço. Pois é, pois é, pois é ... eu era o José no presépio!
Me lembrei daquele filme, que imitava o filme “a testemunha”, onde um grupo de religiosos construíam uma igreja no meio do campo. Filmei ali em Morungava, pertinho de Taquara, construímos a igreja numa quarta-feira, filmamos na quinta-feira e sexta-feira desmontamos. Depois falei com uns moradores da região e me disseram que deu gente no sábado cedinho indo á missa. Porém a igreja não tava mais lá! Disseram: “É coisa da modernidade! Vem trazem a igreja, fazem um culto e levam a coisa embora.”
Fiz aquele filme também dos anjos sobre a cidade, olhando e zelando pelas pessoas. Era um medo só, aquela gente fantasiada de anjo e cheios de amarras feitas com cordas de alpinistas. Lembram? Foi feito no telhado do MARGS. Teve gente que achava que parecia que os anjos vinham buscar as almas dos vivos. Tipo assim: A viagem.
E no último filme de fim de ano deste supermercado, lembram? Tem uma menininha de quatro aninhos que fica sozinha com a avó esperando a mãe que foi parir o maninho. Foi literalmente um parto. A Menina era muito pequena, dificultou muito o processo de filmagem. Toda a equipe teve que entrar no ritmo da criança, dormir depois do almoço, tomar “mamá”, brincar de roda e criar métodos que se filmasse sem que ela soubesse. Ela fazia uma vez e não queria mais, criamos truques para ela fazer as cenas que precisávamos. Balinhas dentro do berço, uma tevê com a imagem gravada da família, câmeras escondidas e até o “palhaço” aqui fantasiado. Porém o resultado ficou fantástico e deu o quê falar no último natal Zaffari.

26.6.06

Por onde tu andavas nos anos 80?

Me passaram este questionário, e eu resolvi publicá-lo, será ótimo, pra ver se tu estás ficando velho ou velha, como eu. Então, responda as perguntinhas sobre os anos 80, logo abaixo:

1- Fez curso de Datilografia ?

2- Lembra do cheiro de álcool, das provas recém copiadas no mimiógrafo (usando papel extencil)?

3- Aumentava o rádio quando tocava "Voyage, Voyage?

4- Usava caneta de 10 cores com cheiro?

5- Jogava até altas horas "STOP" (Uéééésssstopêêêêêê!!!)

6- Viu a Gretchen cantar Conga La Conga, o Ritchie cantar Menina Veneno e as Harmony Cats cantando: "seu amor é ,ninguém vai roubar"?

7- Jogava Enduro e River Raid no Atari? E Master System?

8- Tentou dançar o break do Michael Jackson?

9- Brincava de "Estátua", "Mamãe posso ir? ", “sapata”, "de Pegar", jogava ”Taco” e “sela".

10-Tinha Melissinha, botas sete léguas, catina, conga , kichute??? E sabia que o Tênis Montreal era o único anti-micróbio?

11-Comia "Lollo", antes de se chamar "Milkbar"?

12-Colecionava papel de carta?

13- Usou aquelas pulseirinhas de linha ou lã, com seu nome escrito?

14- Pulava elástico?

15- Dançava lambada do Sidney Magal ou do Beto Barbosa? Ou corria pra dançar quando escutava a música "Chorando se foi, quem um dia só me fez choraaaar"?

16- Usou aqueles brilhos labiais que o pote tinha forma de morango? Ou aqueles brilhos tipo da Moranguinho?

17- Lembra do Ploc Gigante? Chupava bala Soft? Bebia Grapete? Comia bala Xaxá?

18- Comprava Mini-Chiclets e o pirulito que vinha com hélice, pra girar e voar?

19- Teve o Pequeno Pônei, as Chuquinhas, Ursinhos Carinhosos, Peposo ou a Peposa?

20- Tinha os estojos com vários botões, com cola, durex, apontador (paraguaio)?

21- Tinha aqueles relógios que vinham com várias pulseiras de cores diferentes para trocar?

22- Leu a Série Vaga Lume?

23- Tinha aquela régua que ao bater no braço se enroscava como uma pulseira a Bate-Enrola?

24- Usava aqueles brincos que vinham na cartela e se colava na orelha?

25- Tinha a mania de dançar Jazz, igual a mulher do Flashdance?

26- Usou polainas e tinha patins de prender nos tênis?

27- Colecionava as mini garrafinhas de refrigerantes??? E a tua mãe dizia que tinha veneno dentro para que a gente não bebesse?

28- E os ioiôs da Coca-Cola, lembras?

29- Respondia aos Questionários dos colegas??? Normalmente em um caderno, e a última pergunta era De quem gosta? Ou Deixa uma mensagem para a dona do caderno

30- Teve walkman AM/FM amarelo?

"É minha véia nóis tamu ficandu véio!"

12.6.06

VEM AÍ OS JOGOS DA COPA E JÁ ACHEI A MULHER IDEAL PRA MIM!

Olha eu aí no Olímpico!

Matrix no Olímpico

Sou uma fábrica de fazer merda mesmo, lembrei-me do texto do Matrix que eu fiquei de escrever. Seria então, uma grande cagada da minha carreira, porém acabei lembrando de outra merda, quando o “Soneca” desabou de um andaime. Manja só, era um pré-light nem lembro o job, tinham quatro andaimes cada um com um pobre em cima e um grupo de ananás em baixo puxando cordas, que iriam levantar um teto enorme de tecido, isto ficaria tencionado entre as quatro torres. È lógico que ao forçarem as quatro cordas, as quatro torres tombaram para o centro. Porém ninguém percebeu a grande bosta que estavam fazendo. Dito e feito, “voa canarinho voa!” Era pobre pulando pra tudo quanto é lado e o Sony coitado veio desabando por dentro de um andaime, enquanto o mesmo se retorcia e se desmontava logo acima dele. Que merda sem tamanho! Depois do susto, tudo terminou bem e o guri ainda está vivo pra me atucanar, até hoje! Porém vamos ao caso Matrix! Era comercial de uma cerveja famosa no estádio Olímpico, dois mil figurantes e eu era “o cabeça” de tudo. Depois que todo mundo entrou no estádio e estavam figurinados, maquiados e posicionados, prontos para filmar, nublou. O filme teria que ter sol, para parecer calor e ser apetitoso tomar cerveja naquela situação. Assim como eu negocio com todo mundo no meu dia-a-dia, fui tentar negociar com a massa de figurantes. Pra quê! Quando eu falei ao microfone que por meio dia de trabalho, nós pagaríamos R$ 30,00, o estádio veio abaixo! O povo não queria nem saber, entraram na filmagem para ganhar R$ 50,00 pelo dia inteiro, se foi só meio dia era R$ 50,00 igual, nada de descontos. Foi aí então que o primeiro raivoso atirou uma garrafinha de água que eles tinham recebido na entrada em mim. E elas vieram em massa sobre este frágil corpo que vos escreve. Dizem, quem me viu, que eu parecia o cara do Matrix curvado para trás e que em câmera lenta eu escapava do bombardeio das garrafinhas. Enquanto eu dizia: “Eu estou vendo quem está atirando e estas pessoas não voltarão no próximo dia de filmagem, eu estou vendo!” Caraça, baita mentira, essa foi por pouco. Mas todos ficaram meus amigos, e na outra diária, eu dizia: “Hoje não vai ter garrafinha fiquem tranqüilos!” Mas eu era quem estava tranqüilo naquele dia.